Páginas

Ela era feita de água salgada!

 E pra aquelas que gostam, tem música no final pra acompanhar o texto *---*

Ela gostava de mergulhar na imensidão que existia dentro de si, era uma imensidão que nem ela mesma, as vezes, compreendia. Gostava de olha a lua, principalmente a lua cheia, cheia de mistérios, era tranquilizador e naquela imensidão entre o céu e o mar, ela podia se despir da sua carapaça, a carapaça do caranguejo, a máscara que usava para se proteger do desconhecido.
As pessoas podem ser muito cruéis as vezes e ela sabia bem disso, já fora feridas tantas e tantas vezes que não aguentava mais ter que se reconstruir tantas e tantas vezes, ela agora preferia simplesmente mascarar seus sentimentos e suas emoções e era essa impressão que ela costumava passar, a garota de sorriso cativante e olhar doce, era agora muito mais dura, mas só por fora e porque dentro ela era macia, feita pura e exclusivamente de água salgada. 

A menina que gostava de romance, não deixava transparecer suas emoções, guardava elas para si, e quando ninguém estava olhado ela deixa escorrer uma lágrima pelo canto dos olhos e era tão salgada quanto o gosto da sua pele em contato com a água do mar. E assim ela ia tentando controlar aquela mania chata e involuntária que as lágrimas tinham de sair sem sua autorização. Era mais fácil viver assim, num mundo onde as pessoas sempre fingem ser o que não são, ela simplesmente se guardava, acho que a palavra correta seria, se protegia. Mas ela não usava aquela carapaça de durona o tempo todo, aqueles que a conheciam de perto, sabiam o quão doce ela poderia ser. Apenas uma menina, com medos e desejos comuns, romântica demais talvez, mas que mal a nisso? Ela apenas queria que o mundo fosse mais bonito, mais mágico, afinal, é isso que os romances fazem.

Naquela imensidão noturna, lua, mar e céu, ela deixava a carapaça de lado e se permitia ser ela mesma, suave, doce e vulnerável,  cantarolando qualquer música, ela podia ouvir o vai e vai das ondas do mar, assim como a vida dela, em seus altos e baixos, ela sorriu e agradeceu por estar sozinha ali, as vezes a solidão pode ser muito agradável, ela podia ouvir seus pensamentos, as batidas do seu coração e o oceano de sentimentos que havia dentro dela mesma. E quando ela não conseguia estar naquela cenário, simplesmente pegava sua concha do mar e colocava no ouvido, assim poderia escutar o barulho do mar e lembrar que as ondas sempre apagam o que foi escrito naquelas areias, permitindo a você escrever um novo começo, uma nova historia.





     Fan Page do blog ♥   
Beijos e até a próxima.

25 comentários:

  1. adorei seu blog!
    meninas visitem meu blog!
    http://blogdasgarotasdamoda.blogspot.com.br/
    sigam meu blog!

    ResponderExcluir
  2. Ah, lindo :) Adorei Lu, você escreve super bem! Beijoss
    http://oblogdamandi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Lindo <3
    beijos
    http://ericamondeck.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. lindinho <3 o clipe combinou perfeitamente com o clipe <3333

    http://conectadas2.blogspot.com.br/

    Visita o blog da minha amiga?
    http://laurenversace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu texto Lu! Você faz textos a la Bruna Vieira!! Muito bom!
    Volte sempre no DU, gata! BJS

    donaurbana.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HA HA HA morri mil vezes com teu comentário :)
      Obrigado pelo carinho *---*

      Beijos:*

      Excluir
  6. Aw que linda, você tem um super dom de escrever.
    Continue assim Lu, sempre estarei lendo. Beijo.
    sorrisoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom que gostou Débora, Obrigado pelo carinho :)

      Excluir
  7. Adorei o texto, vc escreve super bem!
    Adorei tbm seu blog, super lindo!!! Já estou seguindo, se puder retribui?
    Beijos, Quinze Fases

    ResponderExcluir
  8. Adorei a forma em que você escreve, você tem talento.
    Beijos ♥

    Dearitgirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde! Tudo bem?
    Muito bom o texto, parabéns!
    Estou lendo um mangá chamado Full Moon Wo Sagashite, onde a personagem principal se chama Lua Cheia (sendo que em japonês) e, em um trecho do mangá foi dito que a Lua Cheia é linda pelo que vemos. Porém, o outro lado, o escuro, o oposto, aquele que não vemos, esconde muitos mistérios.
    Desculpe a demora em passar aqui.
    Obrigada pelo comentário e volte sempre ♥
    www.mundocomcafe.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa fiquei com vontade de assistir *---* Acho a lua encantadora e misteriosa :)

      Excluir
  10. Que texto profundo amiga, e
    a música dá um up! Amei *-* Gosto sempre de dar
    uma passadinha aqui, gosto do conteúdo do seu blog,
    é bem diferente. gosto dos seus textos Parabéns!
    Beijs'
    http://naanyfernandes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi naany, é um prazer receber comentários como o seu, que bom que você gosta, fico happy de ♥, Brigadooo :)

      Excluir
  11. Parece que as letras que você seleciona me descrevem. Sabia? haha
    É incrível, não me canso de ler suas crônicas e sim ESCREVA LOGO UM LIVRO, aproveita esse teu dom garota! :)))
    Ótima escolha de música! ♥
    Beijos

    queridosquinze.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Carol *----* Valeu mesmo, Beijão :*

      Excluir
  12. AAAAAAAAAAH esse foi o melhor post de hoje! Caraca, ainda finaliza com Oasis? Tem como ficar melhor não, amei amei! Beijos <3

    www.biancammartins.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Bianca ^^ Fico feliz que tenha gostado :)

      Excluir
  13. Como você escreve bem,adorei...

    http://www.cecilia-reis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Não vai sair sem deixar um comentário né?!

* Comente e eu retribuo;
* Deixe a sua URL para que eu possa te visitar;
* Não xingue;
* Não deixe comentários Ofensivos;


Meu e-mail para um possível contato é luanasphinelly@hotmail.com

Aceitamos, Dúvidas, sugestões, Criticas construtivas ou um simples elogio.
Se você leu essas regrinhas, tenha certeza de que vou retribuir sua visita!

Beijos, Luana Sphinelly.